Juventudes Brasileiras: Jovens e Relações Afetivas

Assista ao vídeo da apresentação aqui.

São Paulo, junho de 2011 – A ESPM e o Globo Universidade promovem nos dias 4 e 5 de julho, em São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente, o segundo encontro da série Juventudes Brasileiras, desta vez sobre “Jovens e Relações Afetivas”.

Fatos recentes em vários países relacionam os jovens a situações de violência profunda como assassinatos e bullying. Parte da responsabilidade destes eventos é colocada na família, na sua desestruturação e reestruturação sob novas formas que vão de uma poligamia serial até casamentos homossexuais. Por outro lado, dados indicam uma permanência maior dos jovens em casa, a expansão da “adolescência” até os 30 anos e relações harmônicas entre as gerações.

O encontro tem como objetivo discutir a importância da família neste contexto, como a ampliação de novas formas de vida afetiva e sexual impacta na juventude e as características que levam o jovem a fase adulta.

Em São Paulo, no dia 4 de julho, o evento terá a participação do antropólogo e professor da PUC-Rio Roberto DaMatta e análises da psicóloga clínica e especialista em sexualidade Laura Muller, que participa do programa Altas Horas, da Rede Globo. O assunto será contextualizado com a participação de jovens como a estudante Fernanda Siqueira, estudante de design ESPM, Filipo Venditti, estudante de administração na FGV e Mariane Ohashi, estudante de comunicação da ESPM.

Na capital carioca, no dia 5 de julho, Roberto DaMatta também participará junto com o sociólogo e pesquisador do IESP/UERJ autor do projeto “transições para a vida adulta”, Carlos Antonio Costa Ribeiro e o jornalista e professor da ESPM, Jean Wyllys. O evento ainda terá a análise e participação dos jovens Sabrine Vin, estudante de Administração, David Michael Miranda, estudante de Comunicação e Carla Viana, estudante de Design.

Saiba mais sobre projeto
Juventudes Brasileiras – Com uma proposta inovadora, o projeto permitirá a troca de experiências entre acadêmicos e jovens, dando voz às suas opiniões e aos seus pensamentos. Assim, cada evento será uma combinação dinâmica dos diferentes atores que compõem os debates ao promover a interação e rompendo com a passividade que permeia eventos como seminários, cursos e palestras.

A presença de jovens (entre 18 e 25 anos) de forma ativa no debate traz a oportunidade deles expressarem suas perspectivas sobre o que o mundo acadêmico divulga acerca do significado do que é ser jovem na sociedade atual.

A iniciativa contemplará outros quatro temas até o final do ano, entre os quais: Jovens, Moda e Marcas (01/8 e 02/8); Juventude, Consumo e Cidadania (03/10 e 04/10); Jovens e Esporte (31/10 e 1/11) e Jovens, Conhecimento e Carreira (28/11 e 29/11).

Para maiores informações, visite a página no Portal ESPM.

0 Responses to “Juventudes Brasileiras: Jovens e Relações Afetivas”


  • No Comments

Leave a Reply